10 dicas incríveis para liderar uma equipe remota efetivamente

10 dicas incríveis para liderar uma equipe remota efetivamente

Passados dois meses de distanciamento social, o desempenho do seu time trabalhando 100% de casa está excelente e não enfrenta mais nenhum obstáculo, correto? Para a maior parte de nós, mortais, não (rs). Mas mesmo se isso for verdade, os ajustes e melhorias são inevitáveis e bem-vindos neste modo de trabalhar que veio para ficar. Por isso, confira algumas dicas que selecionamos para tornar o trabalho da equipe remota ainda mais efetivo!

Dica #1: Demonstre seu lado humano
Líderes podem fortalecer 💪 e valorizar os seus times demonstrando que se importam não somente com eles como colaboradores, mas também como pessoas. Insira nas reuniões diárias a pergunta “como posso te ajudar hoje?” E divida com sua equipe suas vulnerabilidades neste momento de crise não só para gerar empatia e confiança, mas também para que compreendam que estão todos no mesmo barco ⛵️ e, assim, diminuir a autocobrança 😉

Dica #2: Seja transparente e presente
Comunicar as importantes decisões que estão sendo tomadas na empresa de forma clara e transparente e se demonstrar presente e disponível para sua equipe pode reduzir a ansiedade e angústia. Em momentos de incerteza, uma das maiores fontes de angústia é não ter visibilidade alguma do que vai acontecer no futuro🤷‍♂️🤷‍♀️. Portanto, ✅divulgar os passos, o direcionamento e estratégias do time e da empresa♟nos diferentes cenários possíveis pode amenizar essa ansiedade ☺️.✅ Focar no futuro a curto prazo ⛳️ (famoso um dia de cada vez), também pode influenciar positivamente no estado mental de sua equipe🧘‍♀️🧘‍♂️. Mas como se mostrar presente com o distanciamento físico? Da mesma forma que você fazia quando tinha que se ausentar por conta de alguma viagem à trabalho✈️, por exemplo.✅ Fazendo reuniões remotas frequentes de alinhamento 💻, ✅respondendo os e-mails com a celeridade necessária🖱, ✅telefonando📱 e ✅se mostrando acessível para falar sempre que necessário. 

Dica #3: Redistribua a carga de trabalho
Crie um “controle de resiliência” conversando com cada integrante do time para entender como o seu dia de trabalho está organizado, como se sente em relação ao teletrabalho e se possuem compromissos particulares – como cuidar dos filhos ou de familiares em situação de risco – e distribua as responsabilidades de acordo com as respostas, para que ninguém fique sobrecarregado. É preciso respeitar os horários e limites de cada um. Há algumas pessoas que vão produzir muito mais por não terem que gastar tempo em locomoção e não possuírem tais responsabilidades em casa. Por outro lado, aqueles que não possuem suporte para cuidar dos filhos e familiares em situação de risco, terão a carga de atividades diárias domésticas mais alta e menos tempo para o trabalho. Não é porque o colaborador está trabalhando de casa que possui a obrigação de fazer hora extra ou ser acessado em horários fora do combinado. Cada caso é um caso que deve ser levado em consideração para que ninguém se mate tentando se dividir em 50 e todos fiquem bem.

Dica #4: Confie em seu time
Mais do que nunca é necessário confiar na capacidade do seu time para que o trabalho flua. A confiança permite não só uma maior autonomia, que, segundo estudos, traz mais satisfação ao colaborador e, consequentemente, maior produtividade, mas também pode empoderar e até dar mais espaço a inovações. Lembre-se, há diversas formas de encontrar uma solução e atingir o objetivo. Confiar e permitir que os colaboradores descubram a sua melhor maneira é também permitir que coloquem em prática suas competências e todo o seu potencial 😜

Dica #5: Ajude a melhorar o foco
Algumas pessoas podem estar com dificuldade de focar no trabalho dentro de casa. Então, uma forma de ajudá-las é realizar um acompanhamento mais frequente de suas responsabilidades. Além disso, você pode sugerir técnicas e estratégias de produtividade para estimular hábitos de trabalho mais disciplinados. Como a de “time-blocking”, que define horários específicos para executar as atividades do dia. Por exemplo, das 8h as 8h30, ler e responder e-mails ao invés de abri-lo o tempo todo. No período estabelecido, deve-se focar apenas na tarefa escolhida, evitando interrupções e trabalhar no modo multitarefas. Dessa forma, a lista de “To-do’s” do dia termina mais rápido e a produtividade tende a aumentar! Se você tiver uma dica bacana, compartilhe com a gente! O que tem feito para manter o foco no trabalho em casa?

Dica #6: Crie a cultura de suporte
Estudos apontam que o suporte individualizado pode aumentar a resiliência em até 20% 👏👏👏. Por isso, encoraje seu time a fazer videochamadas em duplas para ✅ trocar experiências de sucesso, ✅ os problemas que estão enfrentando e ✅ como os estão combatendo e ✅ o que estão aprendendo que pode ser aplicado quando tudo voltar ao normal. Essa última etapa é importante para que se lembrem que tudo vai se estabilizar e é essencial visualizar como estarão quando esta adversidade passar!💪 Esses encontros virtuais podem aumentar a empatia e conexão, fortalecer e impulsionar o time, potencializar a troca de conhecimento e soluções em conjunto, em fim, trazer inúmeros benefícios para sua equipe! Então, o que você está esperando? Quem você escolhe para ser a sua dupla?

Dica #7: Ajude o time a se preparar 💪
Primeiro, ajude a equipe a encarar a realidade, pois aceitar as coisas como são é a chave para construir resiliência. Depois, faça perguntas sobre cenários imprevistos e não tão positivos que podem acontecer. Questione, por exemplo, quais são os seus planos no caso de terem de trabalhar mais tempo remotamente do que o previsto? ✅Quais recursos você dispõe para lidar com isso? – competências pessoais, experiências anteriores que podem ser aproveitadas para enfrentar o desafio. – E também, pergunte, ✅ quem no seu time, na empresa ou em sua rede de contatos pode te ajudar? Isso não só faz os colaboradores entenderem que não estão sozinhos, mas também fortalece a rede de apoio🤝 durante a adversidade. Respondendo essas questões, você vai ajudar a sua equipe a enfrentar cenários diferentes dos previstos com mais segurança por já ter entendido que possui recursos para isso. 

Dica #8: Aprenda com a adversidade
De acordo com um estudo com recrutas da marinha americana em 2015, encarar os erros e adversidades como oportunidades de aprendizagem contribui para construir a resiliência. E se pararmos para pensar, faz todo o sentido. Imagine se crucificarmos alguém toda vez que comete uma falha ou se paralisarmos tudo por conta de uma adversidade? Como ficaria a moral do time e a situação financeira da empresa? Lembre-se perfeição não existe e excelência não é perfeição. Falhas e adversidades vão acontecer e há fatos que estão fora de nosso controle. Portanto, entendê-los como fonte de aprendizado é o caminho mais inteligente. Essa maneira de encará-los é muito comum nas start-ups, já que, a forma mais efetiva para se chegar ao produto e serviço com o melhor fit é testando. No Magazine Luiza, por exemplo, parte do treinamento realizado a novos líderes no modo remoto se dá com a troca de experiências, com erros e acertos de profissionais que atuam no novo modelo. Além disso, é através de muitas adversidades que soluções inovadoras são criadas. Faz sentido? 

Dica #9: Aprenda com talentos internos
Em uma das atividades que realizamos junto a um time do Google, pudemos constatar que essa prática já faz parte de sua cultura, já que, dentro das equipes, nomeiam especialistas em determinados temas que se dispõem a compartilhar seu expertise com os colegas que necessitam. Você pode se inspirar nesta estratégia, ajudando o seu time reconhecer colaboradores com talentos ou habilidades específicas que podem ser úteis durante a crise. Por exemplo, agora que estão todos trabalhando de casa, tem alguém na equipe que é fera em lidar com distrações? Esta pessoa pode fazer um treinamento virtual para todos. Com isso, o colaborador entende que suas habilidades contribuem para o desenvolvimento do time e sua autoestima e empoderamento tendem a crescer e o senso de colaboração e engajamento de todos aumentar! Experimente! Quais são as principais habilidades de cada integrante da sua equipe? Gere mais conhecimento reconhecendo esses pontos fortes e estimulando seu time a compartilhar!

Dica #10: Crie interações divertidas 😂
Um dos pontos que os colaboradores sentem falta no trabalho 100% remoto são as interações pessoais que contribuem para a integração e harmonia da equipe. O bate-papo no café☕️, o almoço com o time 🍱, o barzinho de sexta-feira🍻 já não fazem parte do dia-a-dia trabalhando de casa. Além disso, com tanta notícia ruim, você e o seu time merecem se descontrair e dar um pouco de risada juntos, não é mesmo?! Por isso, a fim de amenizar esse distanciamento social que o trabalho remoto traz, há empresas que estão realizando happy hours e pizzadas virtuais🍕, aulas de culinária👨‍🍳, show de talentos 👩‍🎤com os colaboradores e atividades de team building 📲 online que, inclusive, nós temos aqui na INTEGRAPRO 😆 Bora lá!! Marque o seu time e juntos coloquem uma ideia divertida em prática!!

Curtiu? Então coloque prática essas dicas e nos conte a experiência com o seu time!

Fontes: Harvard Business Review – “Como gerenciar funcionários que acabaram de mudar para um regime remoto“, de Barbara Z. Larson, Susan R. Vroman e Erin E. Makarius

No Comments

Post A Comment