7 imperdíveis dicas para combater o cansaço

7 imperdíveis dicas para combater o cansaço

Como você está? Se desligarmos a resposta automática “tudo bem, obrigada(o)”, muitos de nós responderemos “cansado(a)”, “exausta(o)”😴. Com o acúmulo das responsabilidades do trabalho e de casa, com a redução no quadro de colaboradores ou/ e na carga horária da jornada de colegas e, aumento considerável no volume de trabalho em algumas indústrias, como as de entregas, e departamentos, como os de treinamento e finanças, não é de se surpreender que essa seja a mais sincera resposta. O esgotamento físico e mental podem dificultar a nossa “habilidade de pensar de forma clara e criativa, de lidar com os nossos relacionamentos de maneira eficaz, de concentrar a atenção nas prioridades corretas e de fazer escolhas inteligentes e fundamentadas”, de acordo com Tony Schwartz, autor do livro “The way we’re working is not working” (A forma como trabalhamos não está funcionando). Por isso, descubra abaixo algumas atitudes que podem reduzir seu cansaço e do seu time 👊

Dica #1: Desconecte-se do trabalho

O home office pode ter se tornado um grande pesadelo para aqueles que possuem dificuldade de se desconectar do trabalho, já que, agora, ele está fisicamente dentro de casa!

Se você é uma dessas pessoas, que tal organizar um “cantinho do trabalho”? O ideal é separar um cômodo onde você possa delimitar o espaço de trabalho e encerrar o dia laboral simbolicamente fechando a porta.

Caso isso não seja possível, ao terminar o dia, guarde em um local não muito visível tudo o que te faz lembrar do trabalho como o notebook, o celular da empresa em modo silencioso, o bloco de anotações.

Se você estiver com a cabeça cheia com tudo que precisará fazer no dia seguinte, esvazie sua mente colocando esses “to do’s” no papel e guarde-o junto com o seu material de trabalho para consultá-lo só no próximo dia.

Outras dicas bacanas são treinar o seu cérebro a se concentrar no momento presente e criar, comunicar aos colegas de trabalho e seguir os seus horários de início e fim de expediente.

Com essas dicas, certamente, você conseguirá aproveitar melhor o seu tempo livre e realmente descansar!

Dica #2: Faça uma coisa de cada vez

Quem nunca ouviu falar no termo “multitarefa”? Pois é, esse modo de trabalhar que muitos praticam e é definido como “Capacidade que possui um sistema operacional de computador de executar mais de um programa simultaneamente”, não é um grande aliado para combater o cansaço.

Isso porque, segundo estudos científicos, o cérebro necessita entre 15 a 25 minutos para se concentrar em uma nova tarefa, o que exige um grande esforço e consume mais energia.

Além disso, ao se concentrar em realizar uma tarefa de cada vez, sem distrações, a chance de cometer erros como ler e responder somente uma parte do e-mail, por exemplo, diminuem, enquanto a produtividade tende a aumentar.

Outra vantagem de trabalhar no modo “monotarefa” é conseguir terminar e eliminar com efetividade as pendências da lista de “To do’s”.

Portanto, dê um descanso para o seu cérebro e experimente trabalhar diferente do computador, concentrando-se em realizar uma tarefa por vez ; )

Dica #3: Crie rotinas

Quanto de sua atenção está empregada no ato de tomar banho? Provavelmente, quase nenhuma, certo? Algumas atividades e aprendizados acabam se tornando automáticos depois de tanta prática como saber andar e dirigir o carro, por exemplo.

Quando aprendemos algo novo, exigimos do nosso cérebro elevados níveis de atenção e consumimos muita energia. Lembra como foram as primeiras vezes que você andou de bicicleta?

Já, com a “automatização”, a energia empregada é muito mais baixa, então, que tal se beneficiar desse truque para dar um refresco ao cérebro?

Quando estamos super atarefados, colocar alguns itens da lista no “automático” pode trazer um bom alívio. E como fazemos isso?

Criando rotinas para atividades que se repetem como, por exemplo, o cardápio da semana, os dias de colocar a roupa para lavar e acompanhar os filhos nas aulas virtuais.

Isso também serve para o trabalho. Segunda, dia de criar conteúdo, terça, de fazer follow-up, quarta, reuniões com clientes, etc…

Ao criar a rotina, não precisamos pensar, discutir e investir energia toda vez que a atividade acontece. E isso também facilita a organização e planejamento junto à sua família e trabalho.

Então, que tal colocar algumas atividades no modo rotina? Quais você pode “automatizar”?

Dica #4: Priorize e manere na autocrítica

Você já ouviu falar na expressão “O ótimo é o inimigo do bom?” Será que tudo precisa ser ótimo mesmo?

Nesses tempos em que as responsabilidades estão acumuladas, cobrar-se pela inatingível perfeição é ainda mais cruel.

Portanto, se você é uma dessas pessoas que se cobra demais, é preciso entender e aceitar as limitações passageiras que a pandemia nos impõe e lembrar que elas não determinam o que você é.

Sim, é importante entregar com qualidade, e, ao mesmo tempo, ter em mente que nem tudo merece ou carece da mesma proporção de esforço, energia e atenção.

Que tudo bem não “tirar 10” em tudo e que, em muitos casos, o “assez bon” (bom o suficiente) já basta e atende. Organizar um cômodo pouco utilizado e passar roupa, por exemplo, são atividades que podem ser deixadas para depois ou até mesmo riscadas da lista dependendo da relevância e necessidade que isso tem para você.

E isso também pode ser aplicado ao trabalho, pergunte-se, todas as entregas possuem o mesmo prazo e importância? Alinhar as expectativas de prazo x qualidade x profundidade, para priorizar e se planejar corretamente é essencial para que as demandas sejam atendidas de forma efetiva e viável e evitar que você se cobre mais do que o necessário.

Dica #5: Durma bem 

Como andam as suas noites de sono? Se você acorda cansada(o), ou precisa estar constantemente tomando aquele cafezinho durante o dia para se manter desperta(o), pode ser que não esteja dormindo bem.

Dormir com qualidade é importante porque é durante o sono que o corpo reconstrói os músculos, elimina elementos prejudiciais ao cérebro, realiza a manutenção do sistema imunológico e funções metabólicas e processa as memórias do dia.

Além disso, estudos também indicam que a privação de sono de qualidade afeta negativamente na capacidade cognitiva e de concentração e pode aumentar o risco de doenças coronárias, obesidade, diabetes e Alzheimer. Por isso, para dormir bem, especialistas recomendam:

1. Dormir e acordar sempre nos mesmos horários, pois isso vai ajudar a regular o seu relógio interno;

2. Criar uma rotina relaxante para dormir, ouvindo músicas calmas e diminuindo a intensidade da luz do quarto, por exemplo. Lâmpadas amarelas trazem mais conforto que as brancas, por isso, mais indicadas para as horas que precedem o sono;

3. Criar um ambiente confortável como um quarto escuro, silencioso, com temperatura, colchão e travesseiros agradáveis;

4. Minimizar o consumo de álcool, cafeína e nicotina que interferem no sono;

5. Reduzir o uso de eletrônicos antes de dormir, pois a luz dos dispositivos despertam o organismo.

Evitar dormir mais de 30 minutos durante o dia, praticar atividades físicas e meditação também contribuem para uma boa noite de sono ZZZ zz

Dica #6: Faça atividades restaurativas

O que você faz para descansar sua cabeça? E para parar de pensar no trabalho e problemas?

Muito se fala de atividades produtivas e pouco daquelas que restauram a nossa mente, como uma boa leitura, que reestrutura a nossa atenção, a jardinagem, cuidados com animais, a prática de dança e exercícios físicos, de tocar instrumentos musicais, organização de armários, o artesanato, a pintura, etc.

São atividades que pedem a sua atenção e te desconectam dos problemas. Para manter o equilíbrio mental, reduzir o estresse e ansiedade, recomenda-se fazer pausas ao longo do dia para se dedicar a uma atividade que restaure a cabeça.

Sabendo disso qual é a sua atividade restaurativa preferida que você vai praticar nesta semana?

Dica #7: Mais uma vez, peça ajuda!

Quem nos acompanha, sabe que esta não é uma dica nova em nossos posts. Quer algo mais natural que pedir ajuda quando estamos sobrecarregados?

É verdade que, além da cultura individualista, existe a pressão para que a gente dê conta de tudo sozinhos, o que pode fazer com que o simples fato de pedir ajuda se torne algo difícil.

Quem nuca ouviu o famoso “se não aguenta, bebe leite”, “pedir ajuda e para os fracos”. Por outro lado, como lidar com a demanda do trabalho, e todos os afazeres de casa e cuidados com os pais e filhos sem ajuda de ninguém?

Em um mundo complexo e que está “girando cada vez mais rápido”, resolver tudo sozinho pode ser extremamente exaustivo, além de poder acarretar problemas para a nossa saúde física e psíquica – estresse, ansiedade, depressão, Burnout, entre outros.

Você já parou para pensar em quanta coisa boa pode vir de um simples pedido de ajuda?

Além de aliviar a sobrecarga, ao aceitar aquela mãozinha, demonstramos humildade e também permitimos que o outro faça parte da nossa vida e de uma possível solução construída em conjunto.

Com isso, a conexão e a confiança aumentam e gera-se o sentimento de gratidão e de retribuição também. Por isso, não hesite em acionar o botão de SOS sempre e quando precisar!

Você corre o risco de ter boas surpresas ; D

……………………………………………………………………………………………………………………………….

Descansar nos tempos atuais, para muitos, pode ser um luxo, mas espero que, colocando em prática algumas dessas dicas, você consiga realmente descansar e aproveitar melhor o seu tempo livre = )

Fontes: Artigo Harvard Business Review – Como deixar o trabalho no trabalho; Artigo Entrepreneur – “Time blocking tips top experts and scientist use to increase productivity” ; Artigo Healthline: How many hours of sleep do you really need?; Artigo BBC: “Por que é tão difícil se concentrar“; Artigo Jornal da USP – Como reorganizar a rotina pode sua saúde psíquica na quarentena; Estudos nas áreas de Coaching, Programação Neurolinguística (PNL) e Neurociência

No Comments

Post A Comment